TOC

O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) está ficando cada vez mais conhecido pela população devido ao fato de aparecer com certa frequência em filmes e novelas. A ideia deste transtorno tem ficado tão popular que muitas vezes o termo TOC é usado para definir qualquer hábito que a pessoa tenha. Entretanto nem todo hábito simples pode ser entendido como TOC. Vamos entender o que é este transtorno de fato?

TOC é um transtorno comum, crônico e duradouro. É considerada uma alteração importante em termos populacionais. Estima-se que cerca de 4 milhões de brasileiros sofram com a doença.

É caracterizado pela presença de obsessões e/ou compulsões. Você sabe qual a diferença entre essas duas coisas?

Obsessões são pensamentos recorrentes e persistentes que são vivenciados com desconforto, pois são indesejados. Compulsões são comportamentos repetitivos ou atos mentais em que um indivíduo se sente compelido a executar em resposta a uma obsessão ou de acordo com regras que devem ser aplicadas rigidamente. Um exemplo: a pessoa tem pensamentos recorrentes sobre estar contaminada com bactérias, então para se livrar deste medo ela passa a lavar as mãos incontáveis vezes ao dia até ferir a pele.

Os sintomas do TOC envolvem alterações do comportamento (rituais ou compulsões, repetições, evitações), dos pensamentos (preocupações excessivas, dúvidas, pensamentos de conteúdo impróprio ou “ruim”, obsessões) e das emoções (medo, desconforto, aflição, culpa, depressão. Em virtude desses medos, evitam as situações que possam provocá-los. Este comportamento é chamado de evitação.

As evitações são, em grande parte, as responsáveis pelas limitações que o transtorno acarreta. No exemplo do parágrafo anterior, a pessoa com medo de contaminação evita tocar nas coisas e isso cria uma série de dificuldades para sua vida diária e em seu trabalho.


Vamos exemplificar melhor estes dois pilares do TOC:

Obsessões

São pensamentos repetidos que causam ansiedade. Os sintomas comuns incluem:

Medo de germes ou contaminação, lavando as mãos excessivamente.

Preocupar-se excessivamente com limpeza.

Pensamentos repetitivos sobre revisão ( exemplo: precisa revisar se portas foram trancadas, mesmo tento certeza que já trancou).

Pensamentos proibidos ou indesejados envolvendo sexo, religião e agressões.

Ter coisas simétricas ou em uma ordem perfeita para objetos, roupas etc.



Compulsões

São comportamentos repetitivos que uma pessoa com TOC se sente compelida a fazer em resposta a um pensamento obsessivo. As compulsões comuns incluem:

Limpeza excessiva e / ou lavagem das mãos.

Ordenação e organização das coisas de uma maneira específica e precisa.

Repetidamente verificar as coisas, tais como verificar repetidamente para ver se a porta está bloqueada ou que o forno está desligado

Contagem compulsiva. (exemplo: a pessoa se sente compelida a contar quantos azulejos tem na cozinha).

Rituais e hábitos para ficar atento. Existem incontáveis exemplos pois a criatividade humana é sem limites!

Atenção:

Como dito antes, nem todos os rituais ou hábitos são compulsões. Todo mundo verifica e limpar muito bem as coisas às vezes. Isso é totalmente normal.

Na pessoa com TOC a coisa é diferente. Nela se percebe geralmente algumas características como:

1-Não pode controlar seus pensamentos ou comportamentos, mesmo quando esses pensamentos ou comportamentos são reconhecidos como excessivos.

2-Gasta pelo menos 1 hora por dia nesses pensamentos ou comportamentos.

3-Não obtém prazer ao realizar os comportamentos ou rituais, mas pode sentir breve alívio da ansiedade que os pensamentos causam.

4-Experimenta problemas significativos em sua vida diária devido a esses pensamentos ou comportamentos.


Caso você tenha se identificado com o que foi dito no texto, procure ajuda de um profissional de saúde mental.

57 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fobias