Corona Vírus: no que acreditar?

Este texto eu escrevi para minha família. Ele foi destinado aos meus primos e alguns amigos. Eles disseram que poderia ser interessante partilhar. Concordei apesar de saber que pode ser perigoso falar determinadas coisas. Vamos lá:

Minha vida profissional é meio atribulada, mas diante das circunstâncias e sendo da área médica (por mais que psiquiatria seja algo diferente) eu me sinto impelido a emitir algumas informações.

As coisas andam confusas demais, existe desinformação, especulação, coisas questionáveis, fake news e meio mundo de besteiras circulando nas redes. Vou tentar pontuar algumas coisas no sentindo de melhorar o foco de todos nós:

1-Incertezas: O COVID-19 (Corona) é um vírus novo. A ciência não é rápida para descrever integralmente uma doença... infelizmente. O que quero dizer é que existem variáveis difíceis de avaliar. O vírus se comportou de uma maneira na China e tem se comportado de outra maneira na Itália, então quem garante que aqui não será diferente? Não tem como saber ainda.

2-Especulações: A cura está longe. A vacina não sairá tão cedo (ainda que o Trump diga o oposto) Não existe nenhum fármaco que tenha efeito comprovado. Por vezes recebo mensagem dizendo “ na Austrália uma pessoa foi curada usando remédio x + remédio y”. Olha, concluir que isso funciona é precipitado. Tem gente desesperada em busca de cloroquina! Isso serve somente para tirar nossa atenção do que é essencial.

3-Fake News: Um milhão de exemplos. Certamente os piores são aqueles que tentam amenizar a realidade dos fatos dizendo ser só gripe ou só histeria coletiva. Muita gente (incluindo o nosso presidente) afirma que é tudo uma questão de manipulação da mídia. Bolsonaro nos presta um desserviço com essas ideias conspiratórias. A doença existe, é contagiosa, é perigosa e está matando muita gente. Fatos são fatos, opiniões políticas não cabem aqui.

4-Besteiras: o povo inventa cada coisa...recebo mensagens assim “médico chinês descobriu a cura para o Corona ao ferver raiz de rúcula com cebola em leite de búfala”. Olha eu não sei quem tem tempo para inventar umas bobagens destas para poluir as comunicações.

5-Coisas questionáveis: o uso de máscara simples por todo mundo. Este tipo de coisa é indicado para quem tem sintomas. Se você está saudável e não trabalha em local de risco penso que é melhor nem usar. A máscara simples serve para diminuir o volume de germes expelido pelo doente. Quem trabalha em local de risco o indicado é máscara N95 (bico de pato).O complicado agora é encontrar essas máscaras. O Brasil não está preparado. O que é certeza então?

Vamos lá:

1- Realidade nua e crua: a doença existe e está aqui. Não pensem vocês que as cidades pequenas do interior estarão imunes. O vírus está espalhando rapidamente. Não pensem “ aqui não chega” ou “comigo não vai acontecer”. É contraproducente pensar assim. Eu sugiro que pensem exatamente ao contrário e tentem se organizar.

2-Os idosos: são a população mais afetada. Isso é indiscutível.

3-Prevenir o contágio: A prevenção não é somente o melhor remédio, neste caso é o único “remédio”. Essa regra tem peso máximo para os idosos. Recomendo fortemente que isolem seus pais, avós e tios. Eu disse para minha mãe imaginar que ela está em cárcere privado, mas no conforto da casa dela. Eu a levei para Uberlândia pois aqui em Brasília as coisas estão saindo do controle. Nossos idosos precisam entender e colaborar. Infelizmente é recomendado que separem os idosos das crianças pois elas podem ser portadoras assintomáticas. Penso que se os idosos ficassem na fazenda poderia ser até melhor. Se algum de vocês apresentar sintomas de gripe se afaste dos idosos. É hora de pecar por excesso de cuidados!

4-Higienizar: esta é a palavra de ordem. Se tiver um momento para ter TOC com limpeza a hora é agora. Nossas mãos são sujas. Elas funcionam como transportadoras de germes. Lave as mãos compulsivamente. Maçanetas, torneiras, aquele lugarzinho onde todo mundo pega para abrir a geladeira...limpe tudo muitas vezes. Não entre na discussão de álcool é melhor que sabão. Use um dos dois e se estiver inseguro use os dois.

5-Momento: o momento de tomar as decisões é agora. Possivelmente um dos erros da Itália foi a demora para a ação. Isolamento já para todos os idosos! Crianças...sei que é difícil, mas as vezes é melhor tirar da escola por agora.

6-Isolamento social e trabalho: se for possível trabalhem remotamente. O teletrabalho já é uma realidade possível. Algumas pessoas (como eu) vão precisar encarar os riscos, mas muitos de vocês não precisam. É absolutamente recomendado evitar aglomerações então esqueçam festas! Até missa/culto/oficios/cerimônia é arriscado!

7-Hospital: gente a verdade é que hospitais (cheios de gente tossindo e espirrando) são foco de disseminação do vírus. É exatamente por isso que profissional de saúde precisa se considerar um alvo certo do vírus. Procurem o hospital somente se o quadro for realmente sério. Se parecer uma simples gripe, tente ficar em casa isolado. Se tiver falta de ar e os outros sintomas de gripe procure o hospital. Para a maioria dos jovens (eu ainda me considero neste grupo) a doença ocorrerá com poucos sintomas.

Considerações finais: Não finjam que não está acontecendo nada. A negação é o pior mecanismo de defesa que existe nesta hora. Sejam proativos! Tomem as decisões agora! Decida por seus pais, avós e por nossos tios. Sejam objetivos, enérgicos e focados. Infelizmente as coisas vão piorar muito antes de melhorar. A mídia não está alimentando a histeria coletiva, a mídia está tentando acordar o brasileiro para a realidade. Ainda dá tempo...vamos olhar o que deu errado em outros lugares. Pensem que teremos a oportunidade de não repetir os mesmos erros!

Apesar de parecer pessimista eu acredito que ainda dá tempo, acredito que podemos proteger nossos familiares queridos!

Bora pra luta!

Com afeto, Murilo Carvalho Lobato

296 visualizações

CONSULTÓRIO

SHCSW lotes 3/4/5 - sala 255 - Centro Clínico Sudoeste , Brasília

(61) 3551-7078
(61) 99644-1818

Seg - Sex 
08:00 - 12:00
14:00 - 18:00
​​
Sábado
8:00 - 12:00 ​

© 2020 Espaço Serenitas. Criado por

44068_Zurc_150419 - branco.webp
whats.png