O que é Mente e o que é Cérebro?

Atualizado: 14 de Mai de 2019


Compreender estes termos é bem importante pois muitas vezes tendemos a acreditar que uma coisa de natureza psicológica não tem relação direta com nada físico. Um exemplo: o medo. É uma sensação psicológica, um estado de apreensão como quem está esperando algo ruim acontecer. Alguns autores descrevem essa sensação como  reação de luta ou fuga. O medo tem também um substrato físico. Existem neurônios liberando noradrenalina em uma área cerebral chamada Amígdala (não confunda com a  garganta) que processa essas mensagens químicas. O medo tem uma base física/fisiológica (o cérebro) e também um aspecto psicológico (a mente). Não tem como separar a mente do cérebro; seria como querer separar a coroa da cara de uma mesma moeda! O que pretendo esclarecer é que os sintomas psicológicos possuem uma natureza química e elétrica cuja unidade básica é o neurônio. Sendo assim, quando mudamos a natureza química de um neurônio podemos mudar o seu produto, os sintomas (no exemplo, o pensamento de medo).  Concluindo: o uso de fármaco pode mudar o ambiente químico dos neurônios melhorando os sintomas. Logo, dizer que algo de natureza psicológica não tem nada a ver com o mundo físico e que, portanto, não precisa de remédio, não parece muito lógico.  Se mente e cérebro são cara e coroa da mesma moeda, tente esquentar a cara da moeda sem esquentar a coroa...se você conseguir me avisa que eu quero te conhecer!



#mente #cérebro #espaçoserenitas #psiquiatria #psicologia #saúde #saúdemental #qualidadedevida




Clique aqui e agenda uma consulta com o Dr. Murilo Lobato.

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo